Irene,

01.jpg

ainda vou repetir isso muitas vezes. Sim, seu pai repete as coisas. Repete coisas. Repete tudo. Repete. Vê? Usa a desculpa de ser estilo literário. Um dia você vai rir disso. Enfim, voltando ao assunto que ainda vou repetir muitas vezes. É bom dizer logo, a primeiríssima vez, e registrar aqui nesse nosso bate-papo unilateral (por enquanto, eu sei, porque você vai falar logo, logo). Estudiosos se digladiam quando esse assunto surge. Uns dizem que sim, outros dizem que não, alguns citam psicanalistas (desconfie), outros falam de termos técnicos como REM – um dia, escute uma banda com esse nome; velharia, eu sei, mas escute.
O fato é que a maneira de acordar diz muito sobre o caráter da pessoa.
Amanhã você completa 6 meses e eu posso te garantir. Em cada um dos seus dias de vida, você acordou sempre assim, sorrindo. Todos os dias. Todos. Eu disse todos. Eu sei, estou repetindo – mas não por estilo ou insistência. Mas por se tratar de um recado importante. Acordar sorrindo, sim, filha, comprova o bom caratismo, o bom pracismo e, principalmente, o estado de espírito real da gente.
Amanhã você irá acordar assim, do mesmo jeitinho. E eu vou te encher de beijos, como sempre faço. Repetidamente.

Do seu pai,
Pedro.