João,

05.jpg

há os que procuram luzes nos finais dos túneis, os que deixam o carretel de linha inteiro por onde passam para conseguir fugir do Minotauro, há ainda os que usam bússolas. Tem gente que aprende a fazer fogo com gravetos, a calcular a hora exata pela posição do sol, a identificar norte, sul, leste e oeste pelo sopro do vento. Você vai conhecer os que muito leram, os que pouco leram, os que nada leram sobre a estrada tortuosa que é a nossa vida. Todos esses terão um enorme valor, desde que, no princípio, você reconheça os princípios. Explico essa minha bobagem com as palavras: todos serão importantes, desde que você os conheça. Porque nem sempre os caminhos são conhecidos. E aqueles que você conhecer serão assim chamados: amigos. Com eles, filho, perder-se é tão bom quanto encontrar-se.

Do seu pai,
Pedro.

P.S.: na foto, você e o seu grande amigo Tomé.